30 de abr de 2012

Depoimento de aluna - Milena Falcão

 
 
( depoimento conferido em 2007 - Fonte: Orkut)
 
 
Tão poucas linhas...O que dizer em tão poucas linhas... Desde que entrei na dança, abri uma espaço na minha vida para cuidar de mim e repartir minhas experiências. Sempre utilizei a escrita para me expressar, mas quase sempre os textos ficavam ocultos na gaveta. A dança me permitiu ir além. Não uma válvula de escape, mas um trabalho contínuo sobre emoções, como elas se desenvolvem e se transformam. Além disso tem os ganhos do físico! Sinto meu corpo como uma mola, os hormônios se equilibrando. Delicadamente começo a sentir parzer em ser mulher!

(Milena Falcão - aluna)

29 de abr de 2012

Escola e educação - conceitos e reflexões..

Escola e educação - conceitos e reflexões..




Para começar refletindo sobre para que serve a escola, penso na necessidade de começar refletindo conceitos como educação, sociedade e formação do cidadão...
Se compreendermos o conceito mais amplo de formação, entendendo esta como estruturação do indivíduo/ser social, percebemos que isso ultrapassa os muros da Escola, visto que o sujeito entra em um mundo já existente, um mundo de linguagem, onde aprende desde os primeiros instantes a se adaptar, a ser esperado, decifrado... esse sujeito vai se constituindo e se apropriando entre o processo de ser/vir a ser... isso acontece em casa, em sua comunidade, no processo de globalização, enfim, em todas as práticas interativas das quais faz parte e vai sequenciando sua formação de ser-no-mundo.
A escola surge como sistematização de conteúdos e pressupostos do que essa sociedade pensa ser imprenscindível na vida desse grupo social e sujeitos imersos nele. Existem mudanças de concepção no como didatizar esses conteúdos ou essas etapas preparatórias para que esse ser letrado possa estar mais bem preparado para a sua adaptação e aprendizagem do conteúdo essencial e civilizatório a que chamamos currículo, ou parãmetros curriculares.
O que é considerado essencial na educação é resultado da sua história, da sua contextualização. Por isso surgem as mudanças, também, calcadas nessas tranformações pelas quais dada sociedade passa, e o que se considera e relflete a cerca de.
Ou seja, a Escola é um recorte de um processo educacional que existe, independentemente dela, mas que é sistematizado em um espaço/tempo, necessário para que sejam assegurados saberes que a sociedade estabelece como imprescindíveis para seu aspecto civilizatório. Aqui não vai nenhuma campanha contra ou a favor desse sistema, mas uma reflexão para além dele.
Outro aspecto a se pensar é o de que a família não dá conta da especificidade que a Escola pretende assegurar e esta entra como uma Instituição também com esse objetivo de complementariedade.
Socialmente falando, a Instituição Escolar cumpre um papel de representação do saber e propagação deste, portanto, o saber popular, é apenas um pano de fundo, pois o saber legitimado é o propagado pelos estabelecimentos de ensino.
Essas reflexões visam pensar na responsabilidade da Escola para que a Educação não fique cindida entre o culto e o popular, que os saberes já estão postos no mundo e que há uma extrema responsabilidade social no trato desses saberes com o cidadão aprendente.

27 de abr de 2012

Apresentação clássica de Miliane Tahira -2005/2006


Não lembro ao certo o ano(2005 ou 2006), mas a apresentação acima foi em um encontro com o Grupo do Império de Néfis, Aracaju, e o evento foi realizado no antigo Espaço Tarhira.

Confiram!!

15 de abr de 2012

Estatuto Universal da Felicidade Humana por Tássio Revelat

Estatuto Universal da Felicidade Humana por Tássio Revelat


Artigo 1 – Fica decretado que a partir de agora todo ser humano ame incondicionalmente o próximo, independente da sua cor, etnia, religião, condição social, ideologia e/ou orientação sexual.

Artigo 2- Fica decretado que todo ser humano deverá agradecer por todas as coisas, fatos e pessoas, além de praticar o perdão e a caridade.

Artigo 3- Fica proibido que o ser humano se considere superior às outras formas de vida, respeitando, assim sendo, os animais, as plantas, rios, lagoas, ou seja, toda natureza no qual ele é parte integrante.

Artigo 4- É essencial que todos os trabalhadores e trabalhadoras exerçam seus ofícios em excelentes condições de trabalho e sejam bem remunerados

Artigo 5- Tal como os lírios que crescem nos campos, nascemos livres e somos iguais em dignidade e direitos.

Artigo 6- Fica autorizado que todos devem ter o direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal e social, ao descanso, ao lazer, às férias, à instrução, à escola, à arte e à cultura. O direito de amar e ser amado, de sonhar alto e nunca desistir.

Artigo 7- É terminantemente vedado que um político ganhe mais do que um professor. Por conseguinte, faz-se necessário que os investimentos na educação, ciência e cultura sejam quintuplicados.

Artigo 8- É essencial que os princípios da competição, do individualismo, do egocentrismo e do separativismo sejam substituídos pelos valores relacionados ao AMOR, VERDADE, RETIDÃO, SOLIDAREIDADE, COOPERAÇÃO E PAZ.

Artigo 9- Fica decretado que os jovens possam estrutura-se como cidadãos atuantes e conscientes dos seus direitos e responsabilidades, cuja cidadania na seja apenas local ou nacional, mas também planetária.

Artigo 10- Fica decretado que todo ser humano trabalhe apenas 20 h por dia e que o restante das suas atividades seja ligado às práticas espontâneas e/ou artístico-criativas, tais como: ouvir musical instrumental, escrever poemas, meditar, brincar, cantar, dançar na chuva, pintar, namorar, conversar com as plantas e contemplar a lua e as estrelas.

Artigo 11- É essencial que todo ser humano por meio do reconhecimento da sua força interior, liberte-se dos seus medos, preconceitos e quaisquer outros padrões de sentimento e pensamento negativos.

Artigo 12 - Não é autorizado qualquer prática que dificulte o ser humano a manifestar os seu altos valores éticos, morais e estéticos.

Artigo 13 – Não é permitido que grupos, estados, países e nações trilhem os caminhos da guerra, pois, a guerra é injustificável e a vida é o valor supremo.

A Humanidade infalivelmente alcançará a felicidade suprema se todos esses princípios forem praticados. Que assim seja!

Autor do Texto : Tássio Revelat-  ( Historiador, poeta e gestor cultural)

14 de abr de 2012

Video da apresentação da bailarina Miliane Tahira no evento Raízes Femininas

Mensagem reflexiva - Rubem Alves

"Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre." 




 


Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais  quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que esta sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem  aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas  pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No  entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras, a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém.
Extraído do livro "O amor que acende a lua", de Rubem Alves. 

10 de abr de 2012

Semana e dia Nacional de Educação Infantil decretados em forma de lei



Institui a Semana e o Dia Nacional da Educação Infantil.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o É instituída a Semana Nacional da Educação Infantil, a ser celebrada anualmente na semana de 25 de agosto, data esta que passa a ser comemorada como o Dia Nacional da Educação Infantil, em homenagem à Dra. Zilda Arns.

Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 3 de abril de 2012; 191o da Independência e 124o da República.


DILMA ROUSSEFF
Aloizio Mercadante
Vitor Paulo Ortiz Bittencourt

6 de abr de 2012

Renascimento Espiritual - Feliz Páscoa!!

Mensagem

Renascimento Espiritual - publicada originalmente no BLOG Gotas de Paz.

Postada em quinta-feira, 12 de agosto de 2010.
Hoje renasci espiritualmente!!!
Desligo-me por completo da antiga maneira de pensar,
e trago o amor, a luz e a verdade de Deus,
para minha experiência.
Sinto conscientemente amor por todos os que encontro.
Mentalmente, digo a todos com quem faço contato:
"Vejo Deus em você e sei que você vê Deus em mim".
Reconheço as qualidades de Deus em todos.
Assim faço pela manhã, à tarde e à noite:
É uma parte de minha vida!
Renasço espiritualmente agora,
porque durante o dia inteiro comungo com a Presença de Deus.
Não importa o que eu esteja fazendo; andando pela rua,
fazendo compras ou empenhado em meu trabalho,
Sempre que meu pensamento se desvia de Deus ou do bem,
trato de levá-lo de volta à contemplação,
de sua Sagrada Presença.
Sinto-me nobre, digno e Divino.
Sinto a união com Deus.
Sua paz está em minha alma,
Conversando com Deus.

5 de abr de 2012

Aprendendo a descomplicar

1.2676482440@web38108.mail.mud.yahoo.com
Leila Ferreira

Se eu tivesse que escolher uma palavra
- apenas uma -
para ser item obrigatório no vocabulário da mulher de hoje,
essa palavra seria um verbo de quatro sílabas:
descomplicar.
Depois de infinitas (e imensas) conquistas,
acho que está passando da hora de aprendermos
a viver com mais leveza:
exigir menos dos outros e de nós próprias,
cobrar menos, reclamar menos, carregar menos culpa,
olhar menos para o espelho.

Descomplicar talvez seja o atalho mais seguro para chegarmos à tão
falada qualidade de vida que queremos - e merecemos - ter.

  Mas há outras palavras que não podem faltar no kit existencial
da mulher moderna.
Amizade, por exemplo.
Acostumadas a concentrar nossos
sentimentos (e nossa energia...) nas relações amorosas,
acabamos deixando as amigas em segundo plano.

E nada, mas nada mesmo, faz tão bem para uma mulher
quanto a convivência com as amigas.
Ir ao cinema com elas
(que gostam dos mesmos filmes que a gente),
sair sem ter hora para voltar,
compartilhar uma caipivodka de morango
e repetir as histórias que já nos contamos mil vezes
- isso, sim, faz bem para a pele.

Para a alma, então, nem se fala.

Ao menos uma vez por mês, deixe o marido ou o namorado em casa,
prometa-se que não vai ligar para ele nem uma vez
(desligue o celular, se for preciso)
e desfrute os prazeres que só uma
boa amizade consegue proporcionar.

E, já que falamos em desligar o celular, incorpore ao seu vocabulário
duas palavras que têm estado ausentes do cotidiano feminino:
pausa e silêncio.

Aprenda a parar, nem que seja por cinco minutos,
três vezes por semana, duas vezes por mês, ou uma vez por dia
- não importa -
e a ficar em silêncio.

Essas pausas silenciosas nos permitem refletir,
contar até 100 antes de uma decisão importante,
entender melhor os próprios sentimentos,
reencontrar a serenidade e o equilíbrio quando é preciso.

Também abra espaço, no vocabulário e no cotidiano, para o verbo rir.
Não há creme anti-idade nem botox que salve a expressão
de uma mulher mal-humorada.
Azedume e amargura são palavras que devem ser banidas
do nosso dia a dia.
Se for preciso, pegue uma comédia na locadora,
preste atenção na conversa de duas crianças,
marque um encontro com aquela amiga engraçada
- faça qualquer coisa, mas ria.
O riso nos salva de nós mesmas,
cura nossas angústias e nos reconcilia com a vida.

Quanto à palavra dieta, cuidado:
mulheres que falam em regime o tempo
todo costumam ser péssimas companhias.

Deixe para discutir carboidratos
e afins no banheiro feminino ou no consultório do endocrinologista..
Nas mesas de restaurantes, nem pensar.

Se for para ficar contando calorias,
descrevendo a própria culpa e olhando para a sobremesa
do companheiro de mesa com reprovação e inveja,
melhor ficar em casa e desfrutar sua salada de alface
e seu chá verde sozinha.

Uma sugestão?
Tente trocar a obsessão pela dieta por outra palavra que,
essa sim, deveria guiar nossos atos 24 horas por dia:
gentileza.

Ter classe não é usar roupas de grife:
é ser delicada.
Saber se comportar
é infinitamente mais importante do que saber se vestir.

Resgate aquele velho exercício que anda esquecido:
aprenda a se colocar no lugar do outro,
e trate-o como você gostaria de ser tratada,
seja no trânsito, na fila do banco,
na empresa onde trabalha, em casa, no supermercado,
na academia.

E, para encerrar, não deixe de conjugar dois verbos que deveriam ser
indissociáveis da vida:
sonhar e recomeçar.

Sonhe com aquela viagem ao exterior, aquele fim de semana na praia,
o curso que você ainda vai fazer, a promoção que vai conquistar um dia,
aquele homem que um dia (quem sabe?)
ainda vai ser seu, sonhe que está beijando o Brad Pitt ...
sonhar é quase fazer acontecer.
Sonhe até que aconteça..

E recomece, sempre que for preciso:
seja na carreira, na vida amorosa, nos relacionamentos familiares.
A vida nos dá um espaço de manobra:
use-o para reinventar a si mesma.

E, por último
(agora, sim, encerrando),
risque do seu Aurélio a palavra perfeição.

O dicionário das mulheres interessantes inclui fragilidades,
inseguranças, limites.

Pare de brigar com você mesma para ser a mãe perfeita,
a dona de casa impecável, a profissional que sabe tudo,
a esposa nota mil.

Acima de tudo, elimine de sua vida o desgaste que é tentar ter coxas sem celulite,
rosto sem rugas, cabelos que não arrepiam,
bumbum que encara qualquer biquíni.
Mulheres reais são mulheres imperfeitas.
E mulheres que se aceitam como imperfeitas são mulheres livres.
Viver não é
(e nunca foi)
fácil, mas, quando se elimina o excesso de peso da bagagem
(e a busca da perfeição pesa toneladas),
a tão sonhada felicidade fica muito mais possível.

Leila Ferreira


 
 
Leila Ferreira, está fazendo tratamento de um câncer de mama.

1 de abr de 2012

Lavagem Cultural da Escola Estadual Kleber Pacheco

Texto e vídeo de Tássio Revelat:



Esse vídeo mostra um  pouco da  lavagem cultural da Escola Estadual Kleber  Pacheco, nesse primoroso evento tivemos apresentações de dança Afro  ( Bankoma), Capoeira ( Filhos da Bahia), Hip Hop, poesia, palestras-vivências e várias outras apresentações artísticas. O objetivo desse evento sócio-educativo foi promover uma profunda reflexão acerca da importância da água, além de resgatar aspectos da cultura e História de Santo Amaro de Ipitanga, ( antigo nome de Lauro de Freitas),  tais como: Samba de Roda, Maculelê e capoeira. Se vc é um amante do conhecimento e da arte assista esse vídeo: Att,


Prof- Tássio Revelat

Depoimento 1

Cantinho dos ditos de alunas 1
 
 
 
 
 
( depoimento conferido em 2005 - Fonte: Orkut)
 
 Mili(... )Apesar do pouco tempo que te conheço, me sinto à vontade para falar da energia que você emana e do excelente trabalho que faz, conseguindo reunir de uma só vez razão, emoção, prazer e luz!
Continue assim e só atrairá coisas e pessoas boas em sua vida.



Bjão da sua aluna e admiradora Patricia(Pati)