28 de mai de 2013

Volver a los 17 - poesia pura


Volver A Los 17

Volver a los diecisiete después de vivir un siglo
Es como descifrar signos sin ser sabio competente,
Volver a ser de repente tan frágil como un segundo
Volver a sentir profundo como un niño frente a dios
Eso es lo que siento yo en este instante fecundo.

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si.

Mi paso retrocedido cuando el de ustedes avanza
El arco de las alianzas ha penetrado en mi nido
Con todo su colorido se ha paseado por mis venas
Y hasta la dura cadena con que nos ata el destino
Es como un diamante fino que alumbra mi alma serena.

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si.

Lo que puede el sentimiento no lo ha podido el saber
Ni el más claro proceder, ni el más ancho pensamiento
Todo lo cambia al momento cual mago condescendiente
Nos aleja dulcemente de rencores y violencias
Solo el amor con su ciencia nos vuelve tan inocentes.

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si.

El amor es torbellino de pureza original
Hasta el feroz animal susurra su dulce trino
Detiene a los peregrinos, libera a los prisioneros,
El amor con sus esmeros al viejo lo vuelve niño
Y al malo sólo el cariño lo vuelve puro y sincero.

Se va enredando, enredando
Como en el muro la hiedra
Y va brotando, brotando
Como el musguito en la piedra
Como el musguito en la piedra, ay si, si, si.

De par en par la ventana se abrió como por encanto
Entró el amor con su manto como una tibia mañana
Al son de su bella Diana hizo brotar el jazmín
Volando cual serafín al cielo le puso aretes
Mis años en diecisiete los convirtió el querubín.
Tradução..

Voltar aos 17 depois de viver um século
É como decifrar sinais sem ser sábio competente
Voltar a ser de repente tão fragil como um segundo
Voltar a sentir profundo como um menino diante de Deus
Isso é o que sinto neste instante fecundo

Vai se envolvendo, envolvendo
Como no muro a hera
E vai brotando, brotando
Como o musgo na pedra
Como o musgo na pedra, ai sim, sim, sim.

Meu passo retrocede quando o de vocês avança
O arco das alianças penetrou em meu ninho
Com todo seu colorido passeou por minhas veias
E até a dura corrente com a qual nos prende o destino
É como um diamante fino que ilumina minha alma serena

Vai se envolvendo, envolvendo
Como no muro a hera
E vai brotando, brotando
Como o musgo na pedra
Como o musgo na pedra, ai sim, sim, sim.

O que pode o sentimento não o pode o saber
Nem o mais claro proceder, nem o maior dos pensamentos
Tudo o muda num momento qual mago condescendente
Nos afasta docemente de rancores e violências
Só o amor com sua ciência nos torna tão inocentes

Vai se envolvendo, envolvendo
Como no muro a hera
E vai brotando, brotando
Como o musgo na pedra
Como o musgo na pedra, ai sim, sim, sim.

O amor é um turbilhão de pureza original
Até o feroz aminal sussura seu doce som
Detém os pergrinos, liberta os prisioneiros
O amor com seus esforços ao velho o torna criança
E ao mal só o carinho o torna puro e sincero

Vai se envolvendo, envolvendo
Como no muro a hera
E vai brotando, brotando
Como o musgo na pedra
Como o musgo na pedra, ai sim, sim, sim.

De par em par a janela se abriu como por encanto
Entrou o amor com seu manto como uma fraca manhã
Ao som de sua bela Diana fez brotar o jasmim
Voando qual serafim ao céu lhe pôs brincos
Meus anos em dezessete os converteu o querubim

27 de mai de 2013

Redesenhando - poema de Miliane Tahira




Desenho feito pela divina arte
Vida..tão límpida translúcida fonte
Todas as possibilidades em um belo firmar
Desenhos, relevos, instantes, estar...

Contornos de ser em perfeita sintonia
Corpos e almas em noites: poesia
Sedentos de urros em noites vazias
Em dias e noites o compasso se faz

Surge outra arte, união de sinais
Faz parte, lápis, desenhos, espirais..
Entre traços perfeitos: duas partes em uma
A tinta, por vezes, escorre nas dunas

Reparos são feitos na arte final
Ilusórios traços não faz o cenário
Quem antes desenhos singelo, diário
Redesenhando a tela se refaz
Traçados mais fortes, preciso retrato
Em arte real,
perfeita afinal.


Miliane Tahira

23 de mai de 2013

A ilusão como aliada do distanciamento de si




Como psicóloga observo, muitas vezes, que alguns pacientes passam por um processo necessário e doloroso ao criar e depois se distanciar de algo ilusório.

O distanciamento demora, pois a necessidade de ter algo que atenue as mazelas da vida, ou o distanciamento de si faz com que prefiram acreditar naquela utopia criada.

Dessa forma senti a necessidade de escrever sobre esse tema e daí surgiu algo assim que compartilho aqui, como sempre, como espaço inter(ativo) que busca promover a jornada de auto conhecimento, verdade, amor e luz...

E que assim seja....

Existem muitas formas de alimentar uma ilusão
Essa ilusão pode estar no outro
Pode estar em nós..
Mas quando somos coniventes ou fingimos acreditar no que
preferíamos escutar, ver com os sentidos nublados
Estamos mais uma vez nos iludindo.

Existem muitas formas de dizer verdades
Uma delas é inventando mentiras
Ou meias verdades..

Confie na sua consciência ampla/sutil
Mas desconfie da sua razão e emoção
Elas podem operar para o mais confortável
Que muitas vezes não é o real

As mais doces palavras não são necessariamente as verdadeiras
As atitudes são reveladoras...

As vezes está tudo muito claro para todos,
Menos para nós..
Preferimos enxergar o que não nos causa dor
E não nos faz refletir

Pense nas atitudes como algo que está para além de si,
Que te atravessa e chega ao outro
E ao decidir caminhar que impacto terá..
Chutar uma pedra, não é simplesmente chutar uma pedra...

Existe o nosso pé, o vento, o cenário e todo o contexto além do pé e da pedra...
O que realmente nessa vida vale a pena???
O que de fato é essencial?

Atravesse o fundo do poço 
E observe a qualidade das águas
Que por vezes parecem límpidas na superficie,
Mas tem muito lodo por debaixo..

Mergulhe e saia retornando à superfície
Olhe para cima e veja o céu...
Cada pedacinho existente nele
revela o que é essencial..
Sua autêntica alma desnuda!!!

Miliane Tahira

20 de mai de 2013

Entre a liberdade e a segurança - reflexão..




Passei grande parte da minha vida pensando que a felicidade era feita de pequenos momentos de alegria. Hoje descobri que ela é o nosso estado natural. A tristeza, solidão e outros sentimentos que nos causam angústia são ilusórios.
Nossa alma é plena e feliz...
Mas para alcançar esse tão almejado estado temos que reconhecer nossa essência, real identidade, que está para além dessa existência.
Não podemos libertar-nos do nosso ego, ele não é bom, nem mau, apenas necessário.

Nós humanos necessitamos  de um ego, não podemos destituí-lo, pois ele é o fator organizador de nossa vida, portanto muitas vezes, apesar de necessário é aprisionador, pois temos que nos conter para caber nas regras sociais.
Apenas id(instinto) não cabe em uma convivência social, pois, se assim fosse, não saberíamos conviver nessa esfera tempo/espaço. Acabaríamos por nos perder dentro de tantas possibilidades e confundir as nossas necessidades humanas, com as animais e espirituais.
Mas o que podemos fazer entre essa sensação de prisão, utopia, autonomia???

É perceber o ajuste adequado entre liberdade e segurança. E ao pensar na ética, onde acaba meu espaço e começa o do outro, sermos livres dentro de um espaço possível, onde haja uma proteção de nós mesmos e do nosso irmão,caso contrário, transforma-se em tirania, imposição de uma falsa liberdade em que pode-se tudo retirando de quem está do nosso lado a sua liberdade, cuidado e respeito.

Venho pensando muito sobre isso, inclusive no desenvolvimento infantil, o espaço do estruturar-se/constituir-se está entre essa tênue relação entre autonomia e segurança... um pouco a mais, um pouco a menos, transforma-se em sentimentos negativos...

Daí saímos do nosso estado natural (essencial e pleno). Sentindo-nos presos ou soltos demais, ambas as condições geram sofrimento...

Liberdade só existe dentro da esfera do ser com o outro...

Miliane Tahira


15 de mai de 2013

Dança do ventre e psicossomática, por Mel Breviliere

Doença psicossomática ou somatização: Qual a diferença?

Escrito por Mel Breviliere   

Somatização:
Consiste na presença de sintomas físicos mas não há presença de doença orgânica.  A causa destes sintomas é emocional. Geralmente o indivíduo apresenta sintomas característicos de determinada doença, mas não é constatada nenhuma presença patológica.

Doença Psicossomática:
Neste caso, há presença de alterações clínicas detectáveis por exames de laboratório, ou seja, o corpo da pessoa apresenta danos físicos. É uma doença orgânica, mas com causa psicológica. Em situações de forte estresse emocional o corpo reage como que “informando” que algo não está bem. O corpo em sí é nosso sinalizador, através de sintomas percebemos como está nosso equilíbrio mental e físico.


O poder da mente
 A Psicologia e a psicoterapia nos mostram que da mesma forma que a mente pode produzir algo ruim, também pode ter a capacidade de reverter. Trata-se apenas da capacidade que todos temos de influenciar nosso corpo de forma mental este processo pode acontecer de forma involuntária, mas pode ser tratado voluntariamente mediante a determinação mental de superação e a persistência em superar estas mazelas psíquicas que podem ser acumuladas por causas inúmeras, para facilitador desta, faz-se imprescindível a presença de um Psicólogo para acompanhamento.


A Dança do Ventre como terapia
As potencialidades sensoriais, sensitivas, perceptivas, cinestésicas, motoras, criativas e comunicativas são ampliadas mediante a prática da dança do ventre, o reconhecimento da identidade, a sensação de acolhimento que a Dança do Ventre trabalha diminuem os sintomas psicossomáticos. A dança pode estimular e equilibrar os hormônios femininos, auxiliar na cura da insuficiência ovariana, bem como combater a prisão de ventre, uma vez que trabalha o tônus da parede abdominal contribuindo para o peristaltismo voluntário. Isso acontece através das ondulações abdominais, combinados à respiração. Fatores como uma boa circulação sanguínea também contribuem para  a manutenção da juventude.

Os movimentos conjuntos e isolados executados na dança ativam o fluxo sanguíneo principalmente na região gênito-urinária, os tremidos, nomeados shimmies provocam a liberação de endorfina, um neurotransmissor que gera prazer e assim, bom humor.

Há um efeito sobre a circulação causando a nutrição dos tecidos, evitando a rigidez articular, estimulando a musculatura e a coordenação motora,  o que diminui o risco de lesões. A prática frequente favorece o condicionamento físico, a função cárdio-respiratória e exercita continuamente a memória.

Os benefícios da dança do ponto de vista psicossomático são cada vez mais reconhecidos pelos terapeutas e pelos médicos. Os ganhos diretamente físicos são inconstestáveis, a sua prática também tornou-se muito reconhecida por não estabelecer restrições quanto à idade.  Os movimentos e uso dos grupos musculares favorecem a agilidade, postura e conservação dos ossos, e tudo isto com o prazer da música, o que torna sua prática de acesso universal e demasiadamente prazerosa.

Em ritmos de maior velocidade há o condicionamento respiratório, reeducação do tônus do diafragma e em ritmos mais lentos a coordenação motora e o autocontrole, manejo da ansiedade dentre outros fatores são trabalhados com minuciosidade.

O ventre em si é considerado a “morada” dos apetites - tanto apetite sexual, como a vontade de comer, a empatia ou atração por alguém, a ansiedade, desejo de posse, maternidade, proteção, medo e raiva, por isso é comum haver consequências físicas imeditadas diante destes sentimentos. Da mesma forma os exercícios envolvendo esta área do corpo facilitam o fluxo de emoções, bem como a mentalização e a motivação para o alcance vitorioso do corpo e mente equilibrados  - “no ventre, o sonho toma forma”.

Como veículo despertador da feminilidade, a prática terapêutica da dança no enfrentamento das doenças psicossomáticas conscientiza a mulher da importância harmônica entre seu corpo e sua psique, além disto, abre sua compreensão sobre a expressão corporal como aliada no desbloqueio de energias estagnadas ou maléficas causadas por introversões ou emoções reprimidas.

Dentre os ganhos e benefícios diretos da Dança do Ventre podemos citar:

Físicos:
  • Preparação para o parto
  • Recuperação do tônus muscular pós-parto;
  • Combate problemas relacionados ao abdômen como: TPM, cólicas, constipação intestinal e dores renais;
  • Alongamento geral do corpo sem risco de lesões, distenções ou contraturas (obviamente, através de exercícios bem administrados);
  • Tonificação da musculatura de forma gradual e “ de dentro para fora”;
  • Fortalecimento dos órgãos localizados do abdômen, tornando-os mais eficientes e ativos;
  • Postura correta e confortável;
  • Equilíbrio e energização;
  • Respiração correta;
  • Auxílio em dietas e perda de peso;
  • Aumenta a flexibilidade.

Psicológicos/emocionais/sociais: 
  • Auto estima/ auto reconhecimento;
  • Ampliação da consciência corporal;
  • Diminui a ansiedade;
  • Melhora o aspecto instrospectivo;
  • Alivia tensões;
  • Evita o estresse ( que pode desencadear todos os tipos de doenças);
  • Proporciona maior criatividade por conta da atividade mental intensa;
  • Equilibra emoções ;
  • Melhora a função sexual fisicamente e emocionalmente (controle dos esfíncteres, fortalecendo a musculatura do períneo e assoalho pélvico, prevenindo doenças urinárias.);
  • Estimula a clareza mental;
  • Estimula a concentração e memorização (através das sequência e montagens coreográficas)
  • Desenvolve a percepção musical mediante a sensibilização auditiva e a decodificação simbólica dos sons;
  •  Conscientiza quanto a sensualidade desvinculando a mesma da vulgaridade;
  • Proporciona o relacionamento interpessoal e a comunicação corporal;
  • Facilita no tratamento da inibição excessiva como a timidez e introversão;
  • Aumenta a interação social do indivíduo por trabalhar a consciência corporal e auto estima;
  • Proporciona a possibilidade do olhar interior e a auto-observação;
  • Gera grandes benefícios em torno da dissociação corporal e mental.


Sendo assim, torna-se cada dia mais rica e benéfica a Dança do Ventre em particular como um tratamento eficaz contra os males somatizados inconscientemente representados fisicamente por doenças de cunho emocional e psicológico, ressaltando que o conhecimento do Psicólogo torna-se imprescindível para uma terapêutica consistente, pois de acordo com o direcionamento do mesmo a prática terapêutica é conduzida de forma ética e profissional.


MARILEI BREVILIERE LIMA (Mel Breviliere)
Facebook: https://www.facebook.com/MelBreviliere?ref=tn_tnmn
Email: melpsiserrinha@gmail.com
Psicóloga formada e Dançarina do Ventre, iniciou seus estudos em dança árabe em 2001, ministra palestras sobre a Dança do Ventre Terapêutica e utiliza a mesma como técnica no tratamento de doenças psicossomáticas

A Infinitude do Ser

A Infinitude do Ser

Tornei-me o que era antes de haver o tempo.
Um toque secreto aquietou meus sentidos:
Todas as coisas criadas pela Mente passaram
A um magnífico vazio silencioso.
... Minha vida é um silêncio preso por mãos atemporais;
O mundo afundou em um olhar imortal.
Meu espírito tirou as suas máscaras,
Estou sozinho com meu próprio ser no espaço.
Meu coração é um centro de infinitude,
Meu corpo apenas um ponto na vasta expansão da alma.
O abismo enorme de todos os seres está desperto sob mim,
Ele que um dia esteve dominado por uma gigantesca Ignorância.
É minha uma imensidão sem instantes, pura e nua,
E posso alcançar a eternidade de todos os lugares.

Poema de Sri Aurobindo
_

As mães sagradas



                                                               As mães sagradas...

13 de mai de 2013

Reflexões Poético Pedagógicas sobre o ato de educar : Mediação.





Mediação Pedagógica,
Mede a ação pedagógica,  que deve ter a medida exata e conflituosa do avanço potencial possível....mas como medir um processo conduzido no espaço de interação em que presente estão diversas subjetividades???? 
a medida está na precisão qualitativa do olhar, na precisão im precisa do escutar, no afeto de ser e perceber-se empaticamente no caminhar de e com o outro...

Miliane Tahira

9 de mai de 2013

Tempo do Absoluto´- Poema de Miliane Tahira




Nossa história se faz no tempo do absoluto
Cada amanhecer contem o tempo do sempre
Nele se refaz o que é...

Presente em todos os lugares
Vida em direção do extase

Nossa história se faz no tempo do absoluto
Onde cada sentimento absolve a alma
De seu inesgotável sabor

Presente que fulgurosa lua, flutua
Na doce transparência de lágrimas e sorrisos

Meditação essencial
Tempo de tudo e nada, em que o todo reside
Calorosa atmosfera em abraço de luz...

O sol abraça nossas mentes
Em vibração e confiança missionária
Em força inesgotável de contentamento

A lua esculpe nossos corpos
que nas madrugadas cantam a alegria do gozo
Prazer absoluto de almas que gritam suas verdades una!

O céu relembra as nossas origens
As águas navegam pelas nossas entranhas
Fluido elixir de nossa viva história
Presentificada em cada sorriso seu...

Nossa história existe no tempo do absoluto
e nesse tempo (co)existe o seu olhar..
que revela o espelho transbordante de minha alma
Em todos os espaços do AMAR...

Miliane Tahira

Dança do ventre e cooperação feminina


Uma das coisas mais satisfatórias que a dança do ventre faz é unir todas as mulheres em suas belezas, verdades, semelhanças e diferenças em um verdadeiro espírito de cooperação... em uma sociedade ainda tão competitiva, aprendemos a amar um...as as outras e a unir nossas forças em um crescente trabalho de coesão cósmica, dança que mexe com o corpo/alma e trasmuta... dancemos a dança da vida em elevação levando amor a todas e todos... amor absoluto e universal... desejo mais profundo....
 
Entrem em contato com sua beleza, singularidade. A energia feminina é receptiva, mágica, amorosa , compreensiva e colaborativa.. dancem, sintam, vivam!!!!!!
 
Um beijo absoluto no coração de todas as mulheres/amigas.. Miliane Tahira

4 de mai de 2013

Amor: aprendizagem do genuíno - Miliane Tahira


O aprendizado mais genuíno da vida é percebermos que não somos o centro dela...percebemos que somos tanto quanto os nossos irmãos e por isso amamos inconicionalmente...   A consci~encia ampla é una.. não existe afetar uma parte, sem afetar o todo cósmico. Estamos todos sintonizados, mas cada qual tem a sua missão e suas experi~encias de aprendizagem, o que não tem que ser, o universo dá um jeito de não acontecer...são ilusões... o que tem que ser, o universo se harmoniza e transforma em realidade..pois segue o seu princípio de verdade e amor universal. Portanto, o que parece sofrimento e frustração nada mais é do que crescimento.. nada na nossa vida é por acaso... saibamos agradecer as lições, e seguir rumo ao nosso real destino, despedir-se das ilusões, entender seu significado em nossas vidas e seguir, não mais com esses fantasmas aprisionadores de alma, mas sim, com o que estes nos ensinaram... os sinais do universo nos dão as respostas para todas as nossas perguntas... O mais paradoxal de tudo isso:  quando deixamos o nos ego ísmo de lado encontramos nosso grande e verdadeiro amor...  Miliane Tahira

E que isso fique bem claro...atitude em relação ao Projeto cura Gay, de Feliciano..

3 de mai de 2013

"O amor e a verdade estão unidos entre si,
como as faces de uma moeda.
É impossível separá-los.
São as forças mais abstratas e
mais poderosas desse mundo."

Mahatma Gandhi

*Alice Ghirotto*
"O amor e a verdade estão unidos entre si,
como as faces de uma moeda.
É impossível separá-los.
São as forças mais abstratas e
mais poderosas desse mundo."

Mahatma Gandhi

*Alice Ghirotto*

2 de mai de 2013

A confiança é a maior magia do amor.


 

As vezes damos inúmeras voltas, vivemos um aprendizado cíclico; entramos em vidas, acreditando ter encontrado nosso porto seguro, e então percebemos que o barco segue sem leme. Naufragamos, somos resgatados, tomamos novo fôlego, e então tentamos novamente, um novo barco, um novo barqueiro, uma nova direção... e novamente uma onda gigantesca nos faz perceber o quanto nadamos sem chegar a lugar algum. Então decidimos fazer uma nova jornada, teimosos que somos, mas ao invés de dar a direção de nossas vidas a um barqueiro novo, percebemos que todas as vezes que naufragamos foi porque no momento em que chegamos ao porto escolhemos a direção errada, por impaciência, por medo, por sede de viver. Então, percebemos que saímos do rumo de nossas vidas por acreditar que entregando o leme do nosso destino a outra pessoa estaremos protegidos. E vamos aprendendo. Numa destas viagens retornamos ao início, e percebemos maravilhados que o nosso barqueiro (o condutor do nosso coração) sempre esteve ancorado em um só lugar. E não há mais naufrágios, porque a diferença para este barqueiro que retorna é que agora já sabemos nadar.

Ellena Públio.

Explendor do Céu - Miliane Tahira




Sonho de histórias reais vivido e revivido por tantos cantos, em(cantos) entoados no amor que está presente no espaço do sempre!!!! Amo-te com a cumplicidade dos astros e no irradiante explendor do céu!!!!!!

Miliane Tahira

Transmutação - por Miliane Tahira




Poesia de minha alma..

Cada verso seu entoa em átomos do meu corpo irradiando luz em meu ser.... Existência eterna, nosso amor é verdade e luz, mas também crescimento que conduz a uma lapidação cada vez maior de nossa essência...

(...)

Aprendemos a nos manter conectados com nossa essência, com nossa poesia e o nosso eros... (...)
Amo-te em corpo/vida/alma.... Juntos transformamos o mundo e nos transformamos refinando ainda mais nossa alma!!!!!

Caminho do Meu Ser - Tássio Revelat





Vida/luz....caminho do meu ser, oração sublime da minha alma, senti vontade de escrever sobre o nosso amor, embora os néctares, as fragrâncias e  as dádivas que compõe a tecitura infinita da nossa relação sejam indizíveis...
A sua presença em vida me conduz ao despertar...ao despertar das minhas potencialidades,  das minhas virtudes...  do mistério que há no absoluto do meu ser...Esse aspecto do nosso relacionamento revela o fundamento de um verdadeiro casamento entre almas gêmeas.
A unicidade do nosso ser é uma outra revelação que me eleva aos caminhos do céu..
Sinto/reconheço essa dádiva quando alegro-me com a sua alegria, entristeço-me com a sua tristeza, percebo as suas necessidades e desejos que também são meus...
No diálogo dos nossos corpos e no canto poético que permeia os nossos olhares cheios de histórias..a eternidade terna revela-se numa dança mística compreendida só pelas estrelas ..
Na dimensão prática e humana da vida o nosso amor também manifesta a sua força, expressão e sabedoria. Quantos obstáculos  e desafios já superamos ?
O Real, A Grande Vida, O mistério que embala o nosso ser.. me faz reconhecer a graça do milagre que é o nosso amor....então o que dizer dos versos que brotam do   seu olhar? Lampejos infinitos de luz que une oceanos e constelações.(...)

Tássio Revelat

1 de mai de 2013

Corpo que centelha.



              Meu corpo centelha luz da sua alma. Amor infinito presentificado em cada instante....

Miliane Tahira.

Amor Universal - Miliane Tahira

 
 
Meu coração é uma fonte inesgotáel de amor universal...sou apenas um instrumento divino que sente o coração de um outro irmão pulsar e no ímpeto de querer o bem abraço - com movimentos e/ou palavras serenas contornadas de vida - semeando um pouco de luz!!!
 
Miliane Tahira

Feliz dia da Dança - 29 de abril de 2012


Feliz dia da dança!!!!!!
Dançar é um encontro poético consigo mesmo por meio do movimento pulsante da alma... (Miliane Tahira)