14 de ago de 2013

Refletindo sobre a Lei da Atração - por Miliane Tahira





Muitas filosofias religiosas comungam com a ideia da lei da atração em que o pensamento materializa um desejo. 
É importante compreender adequadamente esse fenômeno, pois observo muitas vezes, pessoas ficarem frustradas por querer muito algo, desejar ardentemente e se frustrar pela não concretização. Isso acontece, por confundirmos a nós mesmos com pensamentos que criamos e(re)criamos para nós, como um sintoma, ou um amigo de quem precisamos para conversar, como um aliado que tomamos de nós mesmos para acompanhar-nos na nossa solidão...
É uma identificação e não uma verdade, mas o universo que só obedece aos princípios genuínos, mesmo que no momento pareça estranho, enfadonho, ou cause qualquer tipo de sofrimento. As experiências que buscamos e vivemos servem de crescimento e quando se efetivam é para esse fim.
Montando uma atmosfera/mundo particular em que acreditamos pertencer,é, invariavelmente, uma mentira bem contada que criamos para nós mesmos, como proteção de nossas sombras, medos, infelicidade, enfim...
Precisamos identificar, sentir, transcender... perceber o que de fato é real... o que de fato é projeção, ilusão.. o cosmos costuma dar sinais evidentes do que comunga, ou não, mas a teimosia  é proporcional ao medo de encontrar com as suas mais fortes verdades, que não está no outro, mas em você..
Vejo esse processo todos os dias, na clínica, na vida...
Essa criação ilusória é um micro universo e que não faz eco com o MACRO, em realidade, o universo ecoa em sentido contrário, no sentido da verdade que é muito maior do que nossos pensamentos ilusórios, pois que revelam pensamentos/sentimentos ancestrais, verdades múltidimensionais... por isso é necessário não nos identificarmos com o que não é real, mas atingirmos a nossa essência, em busca da nossa real missão, desejo, verdade... Aí, sim.. ecoará e atrairá... O micro não deve desvirtuar-se do macro...

A lei da atração é real, mas o pensamento superficial tem que concatenar com o essencial que, no fundo, todos sabemos, mas precisamos despertar.. daí, quando algo não corrobora com esses níveis internos, é enviado com duplo sentido e não se materializa. 

Portanto, ao desejar algo e pensar insistentemente na matrerialização desse desejo pergunte-se meditativamente se isso é real e escute a natureza e os fenômenos a sua volta. Se tudo der errado... se as peças não se encaixarem, taí um bom sinal, como diria Clarice Lispector: " Tudo fala ao redor de nós, mesmo com vozes que não são humanas, mas precisamos aprender a escutar, pois revelam nosso próprio mistério". E sigamos...

Miliane Tahira

6 de ago de 2013

Depoimento de aluna: Mariana Passos


Mili (...) pessoas especiais como você precisam da melhor mensagem e dos melhores votos possíveis. Foi um presente em minha vida ter lhe conhecido, ter sido sua aluna e ter me tornado sua amiga. Você foi uma mestra e um exemplo a quem sempre guardarei no coração com muito amor e carinho. Obrigada por ter me feito abraçar o meu lado feminino da forma mais honesta possível e por ter sido sempre um ser humano tão maravilhoso.
Portanto, (...) hoje ou amanhã, eu sempre lhe desejarei toda felicidade, todo amor, toda luz do mundo. Você merece tudo de melhor!(...)

Mariana Passos

Os Perigos de uma única história

Vídeo maravilhoso que retrata o perigo de vermos o mundo sob uma unica perspectiva: a nossa, ou a que nos foi apresentada. Abrir a mente e escutar o outro, suas experiências, vivências, nos faz ampliar a mente. Atitude empatica de se colocar em outro lugar, sob um outro prisma, outro ângulo, outra ótica..


Pedagogia Quântica



Por: Jorge Schemes

O princípio quântico de entrelaçamento de partículas revela que há uma sincronicidade no universo, ou seja, não há coincidências, pois tudo está interligado. Sendo assim, não estamos separados do todo, mas somos parte do universo. Diante disto, o dualismo psicofísico de R. Descartes cai por terra, ou seja, sua tese de que somos apenas substância extensa (corpo) e substância pensante (mente) já não é mais suficiente para entender a nossa realidade. Porém, o que norteia a concepção de realidade do mundo capitalista e neoliberal é justamente a concepção cartesiana, de que o ser humano é como uma máquina programada e fragmentada, separado do todo. A idéia cartesiana do sujeito como ser pensante promove o individualismo egoísta. A propósito, esta concepção cientificista de ser humano influenciou fortemente os modelos pedagógicos por meio da psicologia experimental de B. Skinner com sua tese do behaviorismo. Todavia, pela física quântica percebemos a realidade de modo totalmente inverso, ou seja, não somos seres fragmentados, mas estamos todos interligados pelo mesmo princípio que rege o entrelaçamento de partículas. O que quer que o ser humano faça, não está fazendo apenas a si mesmo. Não tecemos a rede da vida, somos apenas um nó desta rede. Se de fato, estamos todos interligados no universo, precisamos rever as nossas concepções de educação, de ser humano e de sociedade. Na perspectiva do princípio quântico do entrelaçamento de partículas, como educadores não podemos pensar no conhecimento de forma fragmentada ou separado do todo. A especialização é necessária, mas nada mais é do que saber cada vez mais acerca de cada vez menos. Há urgência em desenvolver uma concepção integral da realidade e do ser humano. O conhecimento não pode ser visto como algo linear, mas sistêmico. Em sala de aula devemos pensar, falar, sentir e agir de forma interdisciplinar e transdisciplinar. Devemos perceber o entrelaçamento de nossa prática com as demais práticas. Chegou o momento de parar de fazer educação de forma fragmentada, separada e alienada da realidade de nossos colegas de trabalho e de nossos alunos. Mas como é possível mudar nossa prática? Devemos primeiro mudar os nossos pensamentos, palavras e sentimentos. Platão já nos disse que este não é um processo fácil. Sair da caverna é sentir o desconforto de questionar as nossas certezas. Embora a física quântica nos ajude a entender a realidade sob outro prisma, o que irá determinar de fato a mudança será o pensamento positivo, o qual se manifestará em nossas palavras e sentimentos e criará, por meio da lei da atração, a realidade que desejamos.

1 de ago de 2013

Extensão...(ex) tensão do universo... nosso amor‏ - por Miliane Tahira


Luz que me incandesce,

Sinto a extensão do nosso amor:
Em cada ato de vida..
Em cada canção que acalenta..
Em cada gesto/poesia,

Nosso amor é (ex)tensão.
Sua gênese é ternura,
Dois corpos/alma Una
Criador sopro/amor

Em liberdade e oração.
Voamos em nossos sonhos /realidade,
Sublimes caminhos,
Beleza e luz...

Ah, minha mais nobre e suave orgia,
Que nas noites e em todos os dias.

Eleva minha alma, suave/vulcão...

Miliane Tahira

Amo e compreendo quem ama o meu amor



Talvez soe estranho aos ouvidos humanos, mas em um sentimento sublime só os Deuses explicam determinadas formas do sentir,
A verdade é que amo o meu amor de forma tão magnânima que amo também quem o ama
De maneira que posso compreender cada ser que por ele passa e se admira com a sua luz.
Compreendo que, ao irradiar tanta poesia, cordialidade, sensibilidade, beleza, brandura e verdade, torna-se alvo de suspiros, pois o mundo anda sedento dessas características.
Todas as pessoas, no fundo, querem se nutrir das mais nobres vicissitudes, daí mais natural e esperado é que ao se deparar com todas essas características presentes em uma só pessoa, pensem amar o homem, quando em verdade, amam os atributos que ainda lhe faltam e que buscam ardorosamente.
Por isso não me espanto, até admiro essa busca e adoração que fazem dessas pessoas seres que identificam o que precisam para melhorar a sua vida: seu encontro consigo, ainda que projetado em outro.
Amo tanto todos os seres estabelecem essa adoração que, algumas vezes, sou impulsionada a me aproximar e estabeleço uma relação de empatia; Talvez poucos compreendam esse impulso de ajudar, essa sensação de compreensão e acolhimento.
Todas as flores que me aproximei, compreendi e hoje considero seus processos como bonitos e valiosos. Sinto um verdadeiro carinho e amizade por cada uma dessas flores/mulheres. Cada uma com sua beleza, sua falta, sua busca, sua espiritualidade sendo construída.
Compreendo o despertar dessas que buscam tornarem-se Deusas e as convido para um banquete, pois ao compreendê-las por minha alma ser uma com a dele, sinto o compromisso de estender a mão por um caminho que já trilhei e convidar-lhes para abrir sua espiritualidade nessa vida.
Pode parecer estranho aos homens/mulheres mortais, mas minha alma age assim.
Mesmo quando alguém não compreende esse meu ímpeto, ainda assim perdoo e desejo uma perfeita travessia, um encontro consigo mesma, para transformar-se em mulher e, só assim, encontrar um grande amor...

Uma relação de almas gêmeas é algo que precisa de merecimento e espíritos em evolução. Chegará o tempo de toda mulher, não mais como projeção: achar que um homem tem o que lhe  falta para estar completa, mas consiste primeiro em incorporar a mulher que precisa ser e no seu íntimo já é enquanto possibilidade. Faço um convite para ensinar/ajudar (n)esse caminho, se aproximando primeiro de sua própria mulher, fazendo as pazes com ela e integrando-a, para depois, só assim, encontrar o homem que caminhará ao seu lado,destinado a ti!!! Sinto amor em forma de cuidado com essas bravas guerreiras que estão na busca e um dia hão de se encontrar!!!