26 de nov de 2014

corpo/olhar - verso de Tássio Revelat




Quem escreveu meu corpo no texto do seu olhar? 

Tássio Revelat

(Au)tista - poema de Tássio Revelat




(Au)tista

Sou autista.
Sou artista.
Falo pouco.
Canto muito.
Não me deixe no canto, pois o meu canto precisa ser ouvido.
Insisto!

Falo com meu corpo.
Tenho rosto marcado pela dor do seu preconceito.

Não pertenço a linguagem do mundo.
Por isso fico mudo
Diante das suas intenções, medos e receios.
Tássio Revelat

16 de nov de 2014

Miopia - poema de Miliane Tahira



Desvendar os olhos
Enxergar para além de nossas próprias ilusões
Enxergar, olhar, ver..
Dimensões óticas diferentes,
O olho que só enxerga uma vertente,
Não ultrapassa a mente. MENTE.
Mentira que sustenta a ilusão
Trancafiada em obstáculos de curta visão
Torta e morta de face obscura
Sonho ou pesadelo
De sombras, almas doloridas, possessões e desespero.
O olho em sua fração de miopia,
Só vê bem perto,
Em uma casa solitária e vazia,
Cuja consciência não desperta
Não ultrapassa a fronteira do ego
Quase cego,restringe-se à solidão,
Fazendo da vida suada prisão,
Em lugares de rancor e ressentimentos...
Oh olho, desvende-se
Retire a neblina que te encobre
Pois além de ti há alma nobre
Capaz de ver ângulos que desconhece,
Não pela incapacidade do olhar,
Mas pela necessidade de estar
Preso em falsas percepções

Que escondem verdadeiras emoções.

Miliane Tahira 

14 de nov de 2014

Defesa pública Miliane de Lemos Vieira (Tahira) - convite

Foram dois anos e meio entre gestações - da pesquisa e de Luã -trabalho, dança e atribuições. 
Gerir nesse período atenção para família e amigos não foi fácil.
Agradeço a compreensão de todos e o apoio irrestrito de meu marido, filhos(Inana e Luã), sogros e pais. 
Por vezes estive anti-social, por vezes NERD, mas conclui com amor e dedicação essa pesquisa e gostaria de apresentar para quem tiver com o coração aberto e a alma escancarada...
Educar é muito mais do que apresentar conceitos, é mergulhar em uma incessante aventura em que o ser, o fazer e conhecer dialogam por entre formulas, teoremas e experiências.
O educador tem as mãos receptivas para apoiar o aprendiz nesse universo de saberes e sabores, ele guia uma caminho em que só o outro é capaz de desvendar...

Sintam-se convidados...

Miliane Tahira


7 de nov de 2014

Vida e coreografia






A vida se constrói assim.. no equilíbrio entre instantes de acerto e suposto erro..este nada mais do que um passo de dança na construção de uma coreografia..que nunca ficará pronta, mas sempre se atualizando e cada vez mais bela. 

Miliane Tahira

Fazer cultura - por Tássio Revelat

Fazer cultura é impregnar de sentidos, sonhos e ritmos
As práticas sociais.
Lutar pela cultura é acreditar no sagrado mistério da vida
E no labirinto da alma cantar o esplendor dos nossos ideais.
Se a História é filosofia do exemplo, a cultura é semeadura do tempo.
Forças circunstanciais e passageiras podem influir em descaminhos
Mas não podem impedir o encontro do mar com o rio.
A cultura acontece aonde o artista está.
A confluência de tradições, linguagens, estéticas e mitos
Com seu oceano de sentidos
Nos ilumina de verdades e recria realidades...
Mas a força que promove a cultura depende daquele que a vivencia.
A cultura acontece aonde o artista está.
Nada mais.
Tássio Revelat

Sonho de minh'alma - por Miliane Tahira






A cada sonho uma atmosfera de luz..caminhos do meu eu brilham no sol do teu olhar e no calor/canção vivencial do seu corpo.

 Miliane Tahira

2 de nov de 2014

O Brasil é um só, por Miliane Tahira

O Brasil é um só:


A eleição acabou e nós continuamos!!! Vamos edificar a nação enquanto povo, independente em quem votamos, TODOS queremos melhoria. Portanto façamos o nosso papel com determinação, fiscalização, participação.
Sejamos proponentes!!!
Vamos a tudo que edifica o discurso e ações com liberdade, verdade e amor!!!! 
Tudo que difere disso precisa ser redimensionado, revisto, pois esses sentimentos não erguem uma nação, ao contrário.
Vários exemplos na história apontam o que a dor, raiva são capazes de fazer.
Não sou DILMA, MARINA, AÉCIO ou qualquer outro presidenciável.
Sou Miliane Tahira, antes de tudo BRASILEIRA, que sonha e, por vezes, escolhe democraticamente alguém para representar alguns ideais, pois ninguém pode representar 100% ninguém...
Sejamos realistas sem perder nossos sonhos,
sejamos ativos em busca de sua concretização,
Sejamos Unidos,
Sejamos Pátria,
Sejamos BRASIL....

7 de out de 2014

Eleição: balança e manipulação por Miliane Tahira




Como psicóloga entendo a manifestação da dor e, também, a mente doentia de um psicopata.....
Estou lendo o "Colecionador de Lágrimas" e mesmo sabendo se tratar de um romance, comungo, faz muito tempo, com essa ideia que a maior vulnerabilidade de um povo para ser manipulado, como foi o caso do Nazismo, é a mágoa... 
um povo ressentido e amargurado torna-se presa fácil de psicopatas e pessoas inescrupulosas que se colocam como opostos a condição original que gerou o rancor... 
É importante nos distanciarmos da nossa dor para não cairmos no conto do Vigário e transformarmos bandidos em heróis... a força da expectativa é proporcional a força do descontentamento.. 
Sejamos realistas... em uma sociedade do "jeitinho brasileiro" não elegeremos um único representante que não aponte em seu governo irregularidades.... 
Não defendo a corrupção: sou contra!!!! Mas o micro representa o macro e vice-versa!!!!
Sou vigilante em relação aos meus próprios comportamentos para não "atirar pedra em telhado de vidro" enquanto no cotidiano furo fila e outras infrações comuns, principalmente nessa barbárie transito...
Estou atenta as posturas diante da corrupção,.. essas sim... quero e devo apurar enquanto cidadã..
Pelo discurso de raiva ao PT ,entendo também criei expectativas a mais do que QUALQUER partido possa cumprir, não podemos esquecer das raízes e escândalos do PSDB, especialmente a concepção e história de privatizações e também escândalos de corrupção....
Sejamos realistas e pesemos na balança o nosso voto, legítimo em situação de mudança, deixemos a dicotomia de por uma dor santificar um lado em detrimento do outro.... ACM Neto venceu pela mágoa de um grupo, e não pelo mérito dele... Vamos nos olhar, cuidar e termos amor em vez de dor.... Sigamos!!!!!!!!

 Na minha balança é Dilma!!!!!!!!!!!

Miliane Tahira

Condição especial: Inclusão, será que estamos preparados? por Miliane Tahira









Da mesma forma que só entendemos em uma sociedade excludente o que é ser efetivamente excluído quando nos encontramos em uma condição especial.... sobre esse terreno não adiantam cursos se não tomarmos a INCLUSÃO enquanto ATITUDE... se não conseguirmos ter uma atitude de empatia frente a necessidade daquele irmão que sou eu em outro contexto... 
Temos que ter a capacidade de (des)egoificar e entender o que é para o Outro estar em condições, por vezes, de cuidado...
O que isso gera? quais as necessidades de adaptação para de fato ser Incluído? 
Será que estamos preparados para desacelerar os passos para que esse outro nos acompanhe? Será que estamos preparados para ceder a nossa vez para aquele que está em condição de maior vulnerabilidade? Será que estamos preparados para assumir mais tarefas e trabalhos frente aquele que está numa condição maior de dependência?
Se não tivermos essa sensibilidade ficamos no Plano do Intelecto e do discurso e esses elementos não modificam uma realidade... se não conseguimos acolher, amar e aceitar uma condição de ser e estar na minoria, diferentemente adaptado, então não estamos sendo inclusivos...

Miliane Tahira

24 de set de 2014

Transpiração de minh'alma




Toda minha alma transpira e inspira...
Toda seiva do meu corpo
É a relva do seu ser..
Eterno prazer e gozo..
Vida e amor para além da estrelas..
Doce canção e luz
Que nada abala e comove,
Canção dos ventos,
Melodia da chuva
Devir e existir em almas, acordes e sons...
Sim.. danço-te e entoo em cada movimento..
Um erupção plena de vidas consentidas e preenchidas...
Sempre, nesse aqui e agora, faz-me deslizar em suaves acordes de seu ser.. Miliane Tahira

14 de set de 2014

Morte ou adestramento da alma..

Morte ou adestramento da alma.. 



Escrever, para mim, é como dançar... 
a técnica tem que estar a serviço do ser, 
jamais danço ou escrevo algo que não venha da profundeza da minha alma e ecoe como canção em melodias e acordes que façam o universo movimentar-se...
Por isso e para isso estou aqui... 
Quando do meu texto é retirada, revisada, ou resignificada alguma passagem, existe uma releitura ou (re)significação do dito havendo assim um con(sentimento) da minha alma diante dessa enunciação. 
A dificuldade surge diante de um imperativo externo:
Quando o tem que ser é mais valioso do que o ser. 
Quando o fazer é mais valioso do que o sentir. 
Quando as dimensões do ego são mais valiosas do que da alma... 
Oh alma transbordante( para além de meu corpo e de convenções esvaziadas de sentido) permito a teimosia e ousadia de expor toda a eloquência que se destina a dar vazão a essência que persegues!!!!!... 

Miliane Tahira

17 de ago de 2014

Agradecimentos quanto ao Evento Travessia: Desocultando os Véus da Alma



Agradecimentos: Evento Travessia: Desocultando os véus da alma
Quando um evento acontece muita gente não sabe o que o antecede: processos de aprendizagens sendo construídas, a ideia que o estrutura sendo gestada, pouco a pouco como uma tecitura que acaba pelo resultado presenciado por todos em forma de produção artística. E, para muito além desse processo criativo existem histórias de vida em processo de transformação... são mulheres que primeiro permitem-se um mergulho profundo o o descobrem por meio da dança do ventre... são famílias que as apoiam em suas iniciativas, porque presenciam a felicidade estampada em seus rostos.. a vida se abrindo, a alma ficando leve, tal qual sua dança.. Para quem tá produzindo o evento, dançando e contribuindo com sua arte também processos acontecem e são potencializados e toda uma estrutura de suporte é criada... além disso, essa trilha não seria possível de se efetivar se não começassemos bem cedinho com o incentivo das pessoas que se doaram a nossa criação... Por isso os mais sinceros agradecimentos às guerreiras alunas: Helia Pinto (que mesmo com o tornozelo com pequenas fissuras assumiu os riscos e realizou seu desejo), a Quesiane Oliveirapela vibração e entusiamo, Flávia LacerdaLacerda pela determinação, criatividade e espírito de liderança, a Cláudia Galante pela força que reside em sua suavidade, a Daniella Sinotti pelo empenho, a Virginia Oria pela superação e confiança, a Rani Oliveira pelo espírito colaborativo, a Marina Arce pelo seu encanto, a Inana Vieira pelo seu talento, a Sofia Sinotti pela ousadia e força, a Rosanay Pititinga pelo seu esplendor. Agradeço também aos artistas e amigos: Luiza Devatara,Adriana Melo ChayéraAna Carolina SouzaLory Rabie e suas alunas,Wakay Cicero Pontes da Cruz e a querida e amada aniversariante da noite Sandra Nascimento todos belíssimos com suas artes singulares e grandiosas. Gostaria de agradecer o apoio do Cine Teatro Ct Lauro de FreitasDebora FontesAdalgisa Rolim, Isabel, Andréa Magnoni Fotógrafa pela sua arte (curiosa por ver o resultado) e Pedro Henrique. Sinceros agradecimentos ao público que resplandeceu uma energia contagiante.Mas,nada disso seria possível se não fossem os nossos pais e mestres: Heli-Edi VieiraFernando TolentinoMara Simões Cardoso e Laucenas Cardoso por darem-nos a vida e apoiar-nos em tudo que precisamos... Aos nossos filhos: Luã e Inana por serem inspirações e tesouros ofertados para a grandiosa arte de amar incondicionalmente e educar de forma amorosa, plena e edificante.. Ao meu parceiro, cúmplice, amante, amigo Tássio Revelat, toda a reverência ao grande profissional, pai e amigo.. com você ao meu lado o universo ecoa em dobro e todas as ações passam a ser possíveis!!!!! Te amo poeta da minha alma, parceiro de todo o sempre!!!!! Parabéns para todos!!!


























11 de ago de 2014

Palavras inspiradas em Gibran , em face ao sentimento!!!

Em estado de reconhecimento


As palavras exprimem tortuosamente em atitude ostensiva o misterioso e inexprimível desabor..
Sim... existe vida para além desse mundano mundo
Não.. as palavras e faces terrenas são pequenas para expressar o oculto..
Talvez... o corpo se abra em profundo e inescrupuloso silêncio e só assim encontre sentido..
Sim...
Não...
Talvez...
Em face da divina face o repouso por vezes é o melhor caminho..
Caminho de amor, quisera sem dor na vida de quem fica
Ficar e permanecer em quê?
Em que esquina começa a ausência e termina a presença?
Faces imperiosas, impiedosas de alucinado mistério,
Mas a grandeza das marcas vividas ecoa..
A arte, a música, divina essência...
Em esquinas, em ciclos e espirais faz vidas embevecidas..
Continua..
sempre e incandescendo o tempo, permanece e enobrece...


Miliane Tahira

6 de ago de 2014

Evento Travessia: Desocultando os véus da alma





O evento Travessia: Desocultando os véus da alma é um musical cuja linguagem predominante é a dança do ventre, contando também com a poética mística da musicalidade indígena.
Resultado de um semestre de trabalho de Miliane Tahira com suas alunas, traz o conceito da dança do ventre como linguagem artística e recurso terapêutico e educacional, enfatizando o reconhecimento do processo de autoconhecimento e percurso de individuação da mulher que pode ser favorecido com a mobilização dos centros energéticos denominados chakras por meio dessa consagrada dança.
Além de Miliane Tahira e suas alunas da Academia de Dança Adalgisa Rolim, o evento conta com a participação de artistas locais e regionais, como o índio Kariri-chocó/Fulnió Wakay Cícero, as bailarinas Lory Rabie (com suas alunas), Ana Zahira, Adriana Chayera (com participação de sua aluna Rani Oliveira), Luíza Devatera e Sandra Nascimento.
Com a produção de Tássio Revelat e a direção artística de Miliane Tahira, o evento será realizado no dia 16 de agosto de 2014 no Cine Teatro Lauro de Freitas, com início às 19h.
Travessia: Desocultando os véus da alma é um portal de sonhos que possibilita ao expectador uma viagem ao seu mundo interior, por meio do encanto da dança do ventre. Compareça e transporte-se!!

Ingressos e informações: (71)9288 8372/87017643 ou pelo e-mail: milianetahira@hotmail.com

Apoio: Centro de Cultura de Lauro de Freitas

20 de jun de 2014

A Poesia do ( Re)encontro - Poema de Tássio Revelat




Tudo (re)começou numa primavera sem fim. Múltiplas vozes teciam um ambiente no qual emergiam ideias, sonhos e pensamentos. No entanto, nesse ambiente diverso....um verso começou  ser (re)escrito e dançado. Nesse estado de perfeita harmonia, dois corpos se reconheceram em uma só alma -Momento único onde os mistérios da eternidade revelam-se por meio de um sentimento divino, atemporal e avassalador- Foi um lampejo de luz, uma explosão de silêncios..
Contemplei no seu olhar o reflexo da nossa alma. Me senti vivo. Ri. Dancei. O tempo simplesmente deixou de existir e  lágrimas de poesias passaram a colorir nossos dias.
Nessa conexão profunda..caminhos foram sendo construídos e sonhos resgatados.
A realização do SARAU, a criação de projetos educacionais, a formação do nosso lar...

É o que dizer dos momentos onde nosso corpo em chamas e nossa alma em êxtase dialogava com as estrelas em noites de lua..
E os romances- gozos oníricos- que começamos a escrever nos estacionamentos da vida, puros vislumbres do infinito..
Já mais esquecerei  do orgasmo do cosmo na conjugação dos nossos corpos em sintonia plena com a musicalidade do mar e a poética dos ventos....
São tantos eventos, experiências, sonhos, planos e aprendizagens que compõem a nossa linda história. Esta ganhou um novo sabor e sentido com aceitação de Inana e o nascimento de Luã. Agora somos uma rica e harmoniosa  família, cujo o propósito de vida é dançar, amar e aprender, contribuindo sempre com a felicidade dos nossos irmãos e o despertar da humanidade. Mas essa prodigiosa e encantadora família não poderia existir sem uma mãe determinada, sonhadora e comprometida. Uma mãe-mulher, guerreira, trabalhadora, que prisma, acima de tudo, pela felicidade e bem estar dos filhos e do marido.
Sua força está no silêncio e na sensibilidade e a natureza não seria tão bela sem a sua divina e surreal beleza...Suas ideias de tão humanitárias e amorosas destroem muros de preconceitos e recriam horizontes e pontes de esperança. Por isso, te amamos tanto e somos tão felizes ao seu lado.
Te amo....Minha vida, meu amor, minha história!


Tássio Revelat

12 de jun de 2014

Poesia a quatro mãos e uma única inspiração - Miliane Tahira e Tassio Revelat



Ela: Amor, você é luz infinita, todo o seu VERSO(UNI) a minha existência plena...
Ele: Saborear o infinito de nosso amor nos faz cantar existências e dançar eternidades
Ela: Nossa existência é fruto de um abraço cósmico; nascemos por entre as estrelas, cometas e fomos mais um corpo de luz preenchido de infinito
Ele: Tecitura de olhares guardam segredos e mistérios do Além-mar
Ela: Ser, sendo...permane(ser), fazendo... minha, sua vida é semear, semente,colher -crescente fértil de poesias, dança,ideias e vida...
Ele:Desnudar a alma em versos, conectar estrelas e dimensões na superação de ilusões
Ela:Agradeço e presencio, todos os dias, a maior dádiva que é a nossa história, a permanência e tudo que vem dela
Ele: Ser...não-ser...Dia-noite...lampejos que desdobram mundos e muros
Ela:Nossos mundos, em expansão, se fortalecerão no espaço infinito de amar
Ele:Na poética do verdadeiro amor não há conclusões e sim percepções pintadas de eternidade...

Miliane Tahira e Tássio Revelat

Nota: Esse diálogo poético foi escrito sem que um visse o que o outro tinha escrito e sem definirem um tema, inclusive. Ao final, foi lido pelos dois e o resultado está aí...

24 de mai de 2014

Chama mística - poema de Tássio Revelat

Na chama mística- rizomas e espirais de canções e eternidades- os nossos corpos, em unidade, se vestem do sagrado e translucidamente nos embriagamos de vida, poesia e vinho. 

T. Revelat.





21 de mai de 2014

Prisão de alma - poema filosófico de Miliane Tahira

A prisão da alma muitas vezes está numa ilusão que criamos de pertencimento... 
em realidade esse pertencimento pode estar relacionado a coisas concretas ou abstratas como sentimentos que criamos para nos aconchegarmos em roupas quentinhas, mas que nunca iremos vestir... Nossa real roupa é a nudez e só quando alcançamos a capacidade de nos despir é que nos vestimos com roupas que de fato caibam na nossa pele, sem a ilusão buscada pela nossa alma para preencher um vazio, por não conhecermos a nós mesmos e nossa essência luminosa..

Nosso verdadeiro pertence é a liberdade 
Nossa verdadeira veste é a nudez
Nossa verdadeira vida é o sempre
Nosso verdadeiro amor é comunhão...

Miliane Tahira


3 de mai de 2014

Saber de corpo’alma. poema de Miliane Tahira






Saber de corpo’alma

É um saber de corpos’alma
Que nenhuma razão explica
É um simples saber que exprime..
A comunhão do sempre...

Cumplicidade para além das estrelas
Para além mundo: alma –fonte
Eterno saber sentir
Eterno saber ser

Sim (sou) somos
E nesse ser unicidade
A compreensão permanece
Entre o dito e implícito
Entre pernas, pés, sonhos e cores
Escorre a transbordante alma
Que enuncia a sublime verdade

Sim, te quero para além do tempo
Para o espaço do Olimpo
Entre Ambrosias e maçãs..
Retiradas da árvore sagrada.
Em que o ser é claro e límpido..
e a ilusão inexistente
Adormece,
E o desatino, desamanhace!

Miliane Tahira

17 de abr de 2014

Feliz páscoa



Desejamos a todos um eterno renascer... Miliane, Tássio, Inana e Luã;

16 de abr de 2014

Posicionamento sobre greve em segmentos que tratam diretamente com a VIDA.



Gostaria de deixar aqui um posicionamento claro a respeito da greve de qualquer segmento cujo produto seja a vida, os seres que fazem parte dela e suas subjetividades e coletividades.
Sou a favor da VIDA e de manifestações de melhoria, mas não posso concordar com o que afeta esses princípios...
Quando escolhemos uma profissão revelamos socialmente uma identidade e uma causa a qual devemos estar atrelado em nossas ações. Quem escolhe ser policial escolhe defender a vida,
quem escolhe ser professor escolhe transformar vidas por meio da aprendizagem e inclusão social e assim por diante...
Por isso me posiciono aqui.... sou a favor de manifestações que sejam aliadas a esses princípios, mas não compactuo com greve nesses segmentos...
greve é para dar prejuízo a empresários, como forma de pressão, paralisando as atividades.Surte efeito com produções objetivas em fábricas, por exemplo: cigarro, cerveja, etc...
não surte efeito em temas subjetivos.........apenas põe em risco, ou prejuízo a própria população que tem que ser aliada dos manifestantes...
Sejamos inteligentes e avencemos no tempo, na história...
Sejamos coerentes e consistentes em nossas revindicações...
Abraços em todos e clamando pela VIDA!!!!!

Miliane Tahira

Translúcidas gotas - poema de Tássio Revelat



Sonhos gigantescos de translúcidas gotas de um ser histórico-cultural. 
Nessa perspectiva da arte/cura...sonhos se transforam em ações.. 
Meta/corações que sublimam histórias
Identidades que revelam memórias
Tudo isso na transcendente e inexplicável arte de se fazer cultura.




Tássio Revelat

9 de abr de 2014

Encontro? Poesia de Miliane Tahira


De tanto refletir
Me perco do meu eu
Sou eu que estou nas palavras
Ou as palavras que estão em mim?

Ser o que (trans)borda
Borda linha por linha
De pensamentos e adventos
Condução mielinizada
Mulher Multifacetada

Escolhendo na cadeia associativa
De infinitas possibilidades
o comunicável...

Em meio a tantas sensações, percepções, conexões...
A metonímia
Que não me explica...

As ideias continuam (trans)bordando
e nessas bordas, bordo...
Navego a bordo nesse mar
Navego por entre palavras
E bordo em cada linha
Em rendas e tecituras
metáforas, descrições, discursos

Que enredados em argumentos
Propõem o encontro
Eterno devir..
Entre o ser e o não ser
Ilusão de explicar
O comunicável e o incomunicável
Indissociável?

Miliane Tahira

30 de mar de 2014

Por uma educação de respeito a homens e mulheres -por Miliane Tahira




Queridos e queridas, 

essa questão de gênero é gritante e perpassa as nossas relações sociais. Isso está na Gênese educacional e na história em que as mulheres foram conquistando direitos, mas não igualmente o respeito a seu corpo por ela e homens. O machismo existe e grita em nossa sociedade, mulheres e homens vêem o corpo da mulher como algo a ser consumido, por que? Por que desde pequenos são ensinamentos passados de que a mulher deve atrair os homens por seus dotes físicos, e, igualmente os homens aprendem a postura de que para ser aceito em seu grupo tem que ser conquistador, isso dá status e poder. Penso que é algo que nós, educadores, devemos estar atentos. Por isso e por tantas outras situações alarmantes é que a educação clama pelos valores humanos inseridos de forma transversal no currículo, Não se trata de ensino religioso e de mera moralidade, mas sim de princípios universais que norteiam a convivência humana de forma ética, íntegra e harmoniosa. Não podemos nos calar, temos que fazer a nossa parte e sabemos que como formadores de opinião podemos ser transformadores nesse sentido. A mulher e o homem devem ser respeitados como seres relacionais e não consumíveis, pois não somos objetos em nenhum dos lados. Essa posição é incômoda tanto para a mulher quanto para o homem, pois não é fácil ter que mostrar força, virilidade o tempo todo... precisamos educar... homens e mulheres podem e devem demonstrar emoção, afeto, integridade, muito além de uma sexualidade banalizada e sem profundidade... façamos a nossa parte!!!!

Miliane Tahira

28 de mar de 2014

Projeto Teatro da Gente foi sucesso total


A temporada do Projeto Teatro da Gente (Secult - Lauro de Freitas) foi encerrada no dia 27 de março, em homenagem ao mês do circo e ao teatro. Essas duas linguagens foram trazidas ao público durante todo o dia em que são reverenciados os profissionais desses segmentos artísticos. 
A comunidade teve a oportunidade de ver belas apresentações. O Grupo Bambolê do ativista cultural Artêmio Luz fez apresentações que mobilizaram a cidade em várias localidades da região, durante todo o dia. Á Noite, apresentação do Grupo Revolução Teatral , sob direção de Rubenval Lopes de Meneses, deixando importantes contribuições aos jovens acerca dos conflitos comuns à adolescência. 

O projeto , que teve início dia 12 de março, contou com apresentações de grupos locais no Cine Teatro de Lauro de Freitas, tendo casa lotada durante toda a temporada. Os outros artistas e grupos que estiveram presentes durante esse período deixando ricas contribuições foram: 
Grupo da Polícia Militar com o espetáculo - Se não fosse a áfrica, 
CINCO contra UM, do talentoso ator Marcos Moreira
Marama do Grupo Ereoatá, 
Onde Nasce o Preconceito do Grupo Novo Caminho 
e Onofre, o Argentino do Arrocha de Gabriel Bandarrá. 
O projeto trouxe também uma rica Roda de diálogos sobre as tendências e perspectivas do Teatro em Lauro de freitas, contando com a participação de importantes ativistas como: Duzinho NeryTina Tude,Rubenval Lopes de Meneses, Artêmio, Fernando Marinho, Rangel, O secretário Alexandre Marques II e TássioTassio Revelat, esses três últimos da Secretaria de Cultura, onde foi idealizado e organizado todo o projeto. O segmento ficou muito satisfeito com essa iniciativa e seus desdobramentos, pois a cidade possui muitos grupos e artistas que precisam ser conhecidos e reconhecidos, bem como a população necessita de ter direito a inserção na cultura, com espetáculos de qualidade, favorecendo a transversalidade entre cultura e educação. Houve também a participação de escolas da comunidade, a exemplo das Escolas Nossa Senhora de Lourdes e Ana Lúcia Magalhães, além de contar com jovens de diversas regiões de Lauro de Freitas. Agradecimento a essa bela iniciativa e a todos que compareceram a esse show de cidadania.


Texto: Miliane Tahira

Imagem: Roda de Diálogos: Perspectivas e Tendências do Teatro em
Lauro de Freitas. Na foto: Artêmio, Tina Tude, Tássio Revelat, Fernando 
Marinho e Rubenval.
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook

]
Imagem: Peça teatral Cinco contra Um
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook

Imagem: Se não fosse a África do Grupo da Polícia Militar

Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook


Imagem: Onde Nasce o Preconceito - Grupo Novo Caminho.
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook

Imagem:Marama - Grupo Ereoatá
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook


Foto de Secretaria de Cultura de Lauro de Freitas.
Imagem: Apresentação da peça Onofre, O Argentino do Arrocha.
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook

 Imagem: Apresentação do Grupo Revolução Teatral  (acima) e abaixo intervenções circences do Grupo Bambolê                                      
Foto retirada da página da Secretaria da Cultura de Lauro de Freitas - Facebook