23 de jul de 2015

Nosso amor - Poesia de Tássio Revelat










Nosso amor é dança e poesia. Tecitura de infinitos que incendeia a nossa alma e a faz cantar na eternidade do coração de Deus. Nessa força suave, movemos montanhas, atravessamos desertos e criamos mundos, pontes e horizontes na busca e reconhecimento incessantes daquilo que realmente somos: Um verso cantado por Deus e misteriosamente perdido num universo em expansão.....Tássio Revelat

20 de jul de 2015

Perspectiva - pensamento de Miliane Tahira

Falar em dois lados é dividir e deixar de pensar nos fenômenos como complexos...  
Costumo pensar que existem muitos ângulos em um só corpo.

Miliane Tahira


19 de jul de 2015

Agradecimentos (Do Olimpo á Atualidade – Deusas que dançam e renascem)





Agradecimentos
(Do Olimpo á Atualidade – Deusas que dançam e renascem)

Meu coração está repleto de contentamento...
Ver o desabrochar de tantas mulheres e histórias de vida, em um percurso inesgotável da busca de si....
Joseph Campbell afirma que Os mitos são sonhos de povos acordados.Trabalhar os mitos dentre dentro de outros mitos e histórias pouco conhecidas como o resgate da dança do ventre antiga é reconhecer que a linguagem enquanto fenômeno humano nos revela e desvela, proporcionando um despertar de nós mesmos.
Com a dança do ventre, poesias e mitos das Deusas gregas tivemos a oportunidade de trabalhar ,durante este  primeiro semestre de 2015, o reconhecimento de si e do outro, as possibilidades e dificuldades encontradas na história de vida de cada uma em seu processo de feminilidade.
Cada Deusa abordou um aspecto de ser mulher que serão retratados, além dos conflitos contemporâneos, por meio da dança do ventre.
Este trabalho envolveu muita pesquisa, estudo aprofundado do tema e o encorajamento da autonomia das alunas para criarem suas coreografias embasadas em um sentido, vivo, dinâmico e colaborativo. Tais produções tiveram a mediação da professora, mas foram desenhadas, pensadas e vivenciadas por cada participante.
Gratidão a força divina e amorosa por me dar forças, inspiração e capacidade de concretização, por meio de muita dedicação, estudo e auto superação.
Gratidão ás mulheres que chegam até mim atendendo a este chamado.
Parabéns e gratidão a Helia, Inana, Iana, Mel, Virginia, Sofia, Dani Leal, Dani Sinoti, Rani, Maria e Adriana, por encararem este desafio e mergulharem nas produções até o final, com força e honradez...
Parabéns e gratidão a Wellida, Fabíola, Emilie, Fernanda, Rosa, Claudinha, Liane, Léa, Cris Mármore, Quesia, que fizeram parte do processo e cujas inspirações colaboraram, enriqueceram e permaneceram na egrégora deste espetáculo.
Gratidão às profissionais e amigas que abrilhantaram o evento com belas produções: Lory e alunas, Sandra, Tarita e Adriana. Sou orgulhosa por ter sido pró de vocês e ver um trabalho rico, verdadeiro e consolidado.
Gratidão a minha família que colaborou direta e indiretamente, meus pais, sogros , cunhados, irmãos, filhos e sobrinhos.
Gratidão a equipe técnica do cine – Murilo, Rosângela, Eliene, a Equipe de segurança e apoio que nos fortaleceu na arte e logística.
Gratidão ao meu amado, cúmplice e companheiro de missão: Tássio Revelat,
À Adalgisa Rolim e toda equipe da Academia de dança pela paciência e acolhimento durante as aulas e exaustivos e lindos ensaios.
E finalmente, ao público, que prestigia e compartilha de nossas emoções comunicadas pela arte da dança do ventre retratada em forma de enredo.
Luz para todos: Sigamos!!!!!!!!!!!


6 de jul de 2015

Para sempre em mim.. poema de Miliane Tahira

Para sempre em mim



Referência
Esteio..
Vão-se cem anos
Profundas marcas
De amor..
Ela, minha rainha..
Eu, sua neta.
Ah, doce vozinha
Em minha alma reside sua eternidade
Doce canção que nina
Minhas noites
Doce magia que acalenta
Meus dias..
Em tons de uma intensa suavidade.